Bem-vindo ao centro de fitoterapia Lesplantesafricaines +229 99 546 463. 
Pagamento ‘online’ seguro pelo PayPal. Representação em todos os países da África Ocidental e Central.

Extratos de quixabeira para tratamento de cisto ovariano

Extratos de quixabeira para tratamento de cisto ovariano

0-rey Por Em seg 28 dez 2020 em 11:56 0

Na infertilidade feminina

Um cisto ovariano (latim: Cysta ovarii) é uma cavidade fechada cheia de líquido que se forma nos ovários. Os cistos também são formados normalmente nos ovários, como durante a maturação folicular. Recolhemos as causas, o reconhecimento e o tratamento da sua formação.

Tratamento natural para cistos ovarianos

Oferecemos um tratamento totalmente natural para curar seus cistos ovarianos. É composto de três elementos: chás de ervas, cataplasma e ovos vaginais. É um remédio natural eficaz, rápido e de longa duração que pode remover os cistos de forma permanente. Todos os elementos do nosso tratamento são naturais e à base de ervas. Então confie em nós! Este é o segredo para curar cistos ovarianos para sempre, sem cirurgia.

Traitement naturel par les plantes medicinales contre l'endométriose

Este tratamento natural à base de ervas para cistos ovarianos provou ser eficaz em casos resolvidos. Isso ocorre porque ele contém várias plantas que irão imitar a ação do estrogênio em seu corpo. O chá de ervas é feito de várias ervas que regulam os níveis hormonais e o tamanho dos cistos. Portanto, este remédio natural, irá ajudá-la a aliviar as dores do ciclo menstrual e regular o seu ciclo.

Para ler mais, clique na imagem abaixo ou entre em contato pelo telefone +229 99 546 463

 

Receita de quixabeira para cistos ovarianos

Um excelente remédio caseiro para cisto ovariano é o chá de quixaba, pois esse remédio de ervas tem propriedades antiinflamatórias e cicatrizantes que ajudam a desinflar o cisto no ovário, que é uma bolsa cheia de líquido se forma dentro ou ao redor do ovário, o alívio de sintomas, como dor na região pélvica.


O tratamento para um cisto ovariano geralmente não é necessário porque os cistos tendem a desaparecer após 8 a 12 semanas. No entanto, o ginecologista pode prescrever pílulas anticoncepcionais por 4 a 6 semanas para diminuir o aparecimento de novos cistos no ovário e, em alguns casos, pode ser necessária cirurgia para remover os cistos.

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de casca de quixaba
  • 500 ml de água

Modo de preparo:

  • Coloque a casca da quixaba na água e leve para ferver.
  • Após ferver, deixe aquecer, coe e beba até 2 xícaras de chá por dia.

Este remédio caseiro para cisto ovariano é contra-indicado para mulheres diabéticas dependentes de insulina, porque a quixaba provoca diminuição do açúcar no sangue.

Outros usos da quixabeira

A parte da quixabeira utilizada é a casca desta árvore.


Ingredientes para o chá de quixabeira: use 2 colheres de sopa de cascas de quixabeira por 1 litro de água. Cozinhe a pele em água por 15 minutos, depois coe e leve para ajudar nos tratamentos cicatrizantes e antiinflamatórios.

Ingredientes para o extrato alcoólico: use 200 g de casca de quixaba para 1 litro de álcool de cereais. Macere a pele por 24 horas com álcool em um recipiente coberto adequado. Após a maceração, reserve em recipiente de vidro escuro para evitar a passagem de luz. Tome uma colher de chá de extrato alcoólico com quixaba diluído em meio copo de água para auxiliar no tratamento do diabetes.

A dose diária recomendada de chá ou extrato alcoólico de quixaba deve ser orientada por especialista em fitoterapia.

O que causa a formação de cistos ovarianos?

Existem várias explicações possíveis para a formação de cistos, mas a causa exata é desconhecida.

  • Frequentemente, durante o processo de maturação folicular, a ruptura folicular é retardada, o fluido (soro) nele continua a se multiplicar, portanto, a grande maioria dos cistos funcionais, tubos de retenção e cistos foliculares são formados.
  • A estimulação ovariana pode causar o cisto. Esses tratamentos são usados ​​principalmente para tratar a infertilidade, caso em que ambos os ovários se desenvolvem e até mesmo um cisto do tamanho de um ovo pode se formar lá. Esses cistos podem posteriormente regredir ou desaparecer completamente no final do tratamento, ou após a menstruação.
  • Em conexão com a endometriose, um tubo cheio de fluido semelhante ao sangue menstrual também pode se formar nos ovários, que é então chamado de cisto de chocolate.
  • Detritos celulares anormais invadidos na população ovariana durante o período de desenvolvimento fetal também podem formar o chamado cisto dermoide, que contém vários elementos de tecido - cabelo, cabelo, dentes, etc. - pode conter. Sua remoção requer cirurgia. Felizmente, a grande maioria das trompas ovarianas que ocorrem em uma idade jovem e fértil é benigna. O risco de malignidade é significativamente maior após a menopausa.

Fatores estruturais e níveis hormonais mais elevados que estimulam o ovário também podem desempenhar um papel no desenvolvimento de cistos benignos. Além da influência de fatores ambientais, o desenvolvimento de processos malignos muitas vezes se deve a fatores genéticos hereditários que predispõem à doença, bem como a fatores de risco decorrentes de estilo de vida inadequado e pouco saudável (fumo, álcool, estresse, produtos químicos, etc.).

Tel. / WhatsApp: +229 99 54 64 63

 

Adicionar um comentário

Anti-spam